HeForShe LX – A importância de movimentos pela igualdade de género no século XXI

Uma das grandes problemáticas do nosso século contínua a ser a desigualdade de género. Esta é uma problemática transversal a diversas áreas, tais como a saúde, educação, emprego, direitos sociais e todas outras áreas que fazem parte da nossa sociedade. As lutas pela igualdade de género não são novidade, estas acontecem desde há vários séculos, sofrendo ao longo dos anos mudanças tendo em conta os contextos culturais, socioeconómicos, políticos e geográficos.

À medida que o mundo muda e evolui também os movimentos que se dedicam à luta pela igualdade de género mudam e evoluem. Os objetivos destes movimentos passaram do direito pelo sufrágio, pelo direito à educação, o direito à liberdade sexual e saúde reprodutiva, entre tantos outros que, apesar de já terem sido alcançados, continuam a ter de ser defendidos.

A Organização das Nações Unidas indica como um dos 17 objetivos de desenvolvimento sustentável para transformar o mundo, a “Igualdade de Género”. Torna-se óbvio que este é ainda um desafio muito atual, não só em países considerados de Terceiro Mundo ou até mesmo em países em desenvolvimento, mas também em países desenvolvidos, com regimes democráticos.

Portugal é um destes países. Segundo a Constituição da República Portuguesa, Parte I – Direitos e deveres fundamentais, Título I – Princípios Gerais, Artigo 13º – Princípio da Igualdade, “1. Todos os cidadãos têm a mesma dignidade social e são iguais perante a lei. 2. Ninguém pode ser privilegiado, beneficiado, prejudicado, privado de qualquer direito ou isento de qualquer dever em razão de ascendência, sexo, raça, língua, território de origem, religião, convicções políticas ou ideológicas, instrução, situação económica, condição social ou orientação sexual.”

Apesar de constar na Constituição da República Portuguesa que não poderão ocorrer quaisquer descriminações tendo conta o sexo, a verdade, é que o dia à dia dos homens e mulheres portuguesas e todos aqueles que não se identificam com os papéis de género, está preenchido por situações de discriminação.

Diversos acontecimentos recentes demonstram a necessidade da existência e intervenção de movimentos, associações e grupos de pressão na luta pela igualdade de género.

Uma moção polémica sobre a retirada dos ovários a mulheres que optem pela interrupção voluntária da gravidez, apresentada na convenção nacional do partido com representação na Assembleia da República, o Chega!, demonstra que este direito conquistado em 2007 pelas portuguesas, está a ser colocado em causa.

A situação de assédio sexual praticada por um funcionário, que aconteceu a uma mulher ao utilizar os serviços da empresa de transportes CP, demonstra que a mulher em Portugal ainda não tem o direito de se deslocar em espaços públicos sem ser objetificada.

O vídeo em que se observa uma mulher e dois homens a praticar relações sexuais num transporte público foi partilhado em diversas redes sociais. A identidade da mulher foi exposta e esta foi humilhada, no entanto a identidade dos homens é desconhecida e os seus “feitos” glorificados, o que demonstra o double standard com que ainda julgamos as ações dos homens e mulheres portugueses.

Estas são algumas das situações que aconteceram recentemente e confirmam a necessidade da existência de movimentos como o HeForShe LX. Este é um grupo regional do HeForShe, um movimento UNWomen, que tem como objetivo lutar pela igualdade de género e todas as problemáticas relacionadas com esta.

É um grupo composto por diversas equipas e voluntários de diversos backgrounds, géneros, sexo, orientações sexuais, etnias e culturas que procuram informar, sensibilizar e educar toda a população sobre a igualdade de género.

Se acham que gostariam de aprender mais sobre esta temática ou até mesmo envolverem-se diretamente com este movimento ou até mesmo outros movimentos, grupos ou associações, atrevam-se, desafiem-se e arrisquem porque o mundo apenas irá mudar se nós o ajudarmos.

ana vitorino

Membro da equipa de recursos humanos e compliance do HeForShe LX

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s